A verdade sobre a Reforma da Previdência | AGEMPU

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP

A verdade sobre a Reforma da Previdência

image_pdfimage_print

 

A necessidade de Reforma da Previdência é um desejo comum de muitos brasileiros, mas não da maneira que vem sendo conduzido pelo governo que mostra o país à beira de um colapso caso não seja feita, afirmam um déficit grande que já está sacrificando outras Políticas Públicas e não há arrecadação suficiente para equilibrar as contas. Alegam que em pouco tempo não haverá dinheiro para pagar aposentados e pensionistas, mas ao contrário do que dizem tudo não passa de uma mentira, esse déficit não passa de uma má administração.

Dados da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), confirmam que nos últimos quatro anos a Seguridade Social foi superavitária. De acordo com o relatório final da CPI da Previdência o problema está na gestão; arrecadação; fiscalização; sonegação; corrupção; desonerações e desvinculações de receita.  O dinheiro da Previdência tem que ficar na Previdência para beneficiar aqueles que contribuíram durante anos, ou seja, o povo trabalhador brasileiro, os aposentados e pensionistas.

De acordo com o relatório da CPI a DRU retirou da Previdência, entre 2000 e 2015, o valor de: R$ 614 bilhões. O governo Temer passou o percentual de retirada do orçamento da Seguridade Social via DRU de 20% para 30%. O Tribunal de Contas da União (TCU) estima que o Brasil perde cerca de R$ 56 bilhões por ano em fraudes e sonegações. A CPI constatou que esse número chega a R$ 115 bilhões. Segundo estudo apresentado à comissão, a sonegação decorre da falta de registro de carteira de empregados assalariados.

Nos últimos dez anos, os valores de desonerações mais que triplicaram, chegando a R$ 143 bilhões em 2016, contra R$ 45 bilhões em 2007. O governo faz propaganda enganosa ao dizer que não existe idade mínima para se aposentar. A idade mínima já existe. Pela atual regra (fórmula 85/95), a mulher tem que somar 85 pontos e o homem 95. A Proposta original do governo Temer: idade mínima de 65 anos para homens e mulheres; ou 49 anos de contribuição.

Na visão do Coordenador Sindical, Laércio Bernardes, a Reforma da Previdência não traz benefícios a classe trabalhadora pois visa somente a retirada de Direitos obrigando os trabalhadores a trabalharem por mais tempo e de se aposentarem tardiamente.

 

Cartilha da CPI da Previdência

Quem somos

Enquete

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

Convênios

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP
SAF-SUL Quadra 04, Lote 03 - Sala S.04.4
DTI/AGEMPU Brasília - DF
CEP: 70.050.900
Tel: (61)3224-9273 / (61)3223-6707
Webmail


Por Criação de sites Brasília - Criação de sites