MUDANÇA DA IDENTIFICAÇÃO FUNCIONAL PARA AGENTE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL | AGEMPU

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP

MUDANÇA DA IDENTIFICAÇÃO FUNCIONAL PARA AGENTE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL

LOGO DA AGEMPU

 

 

Caros Associados,

 

Informo que dia 31 de março de 2014, a AGEMPU protocolou a proposta de portaria, criando a identificação funcional de Agente de Segurança Institucional para os servidores Técnicos de Segurança Institucional e Transporte, vejam na integra o documento protocolado.

 

Atenciosamente,

 

Pedro Sobrinho

coordenador Geral da AGEMPU

Senhor Secretário Geral,

Cumprimentando-o cordialmente, dirijo-me a Vossa Excelência, em nome da Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MP e CNMP – AGEMPU (antiga ASSTTRA-MP), para apresentar a proposta de publicação de portaria criando a identificação funcional de Agente de Segurança Institucional para os servidores Técnicos de Segurança Institucional e Transporte.

Conforme dialogo iniciado no dia 28 de março de 2014 no evento “Converse com o Secretário-Geral”, essa iniciativa tem por objetivo agilizar o o pedido encaminhado por nós e atendido pela secretaria Geral, quando acrescentou no plano de cargos e salários (PL 2.199) o seguinte parágrafo:

§ 3º Aos ocupantes dos cargos de Técnico cujas atribuições estejam relacionadas às funções de segurança Institucional é conferida a denominação de Agente de Segurança Institucional para fins de identificação funcional.

Infelizmente passados alguns anos, o plano de cargos e salários não foi aprovado e não possui previsão de aprovação devido a fatores econômicos e politicos, diante dessa demora, solicitamos a vossa excelência que faça uma portaria igualando a nossa realidade ao poder judiciário, que já se encontra normatizada na Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, que dispõe sobre as carreiras do Poder Judiciário da União, até que se tenha o plano de cargos e salários aprovado, seja:

§ 2o Aos ocupantes do cargo da Carreira de Analista Judiciário – área administrativa e da Carreira de Técnico Judiciário – área administrativa cujas atribuições estejam relacionadas às funções de segurança são conferidas as denominações de Inspetor e Agente de Segurança Judiciária, respectivamente, para fins de identificação funcional.

A proposta acima têm por objetivo facilitar o trabalho realizado pelos Técnicos de Segurança Institucional e transporte do MPU, que rotineiramente realizam atividades externas e internas que necessitam de identificação funcional diferenciada dos demais servidores, conforme PORTARIA Nº 766, DE 22 DE OUTUBRO DE 2013, dentre as quais destaco:

- Executar tarefas preventivas e reativas referentes à segurança institucional;

- realizar diligências externas;

- localizar pessoas e levantar dados, imagens e informações diversas, com a elaboração de relatório do que for colhido em campo;

- entregar notificações e intimações;

- fiscalizar, inspecionar, coordenar e controlar a execução das atividades de segurança terceirizada;

- fiscalizar o cumprimento das normas de segurança institucional;

- promover a adequada segurança pessoal dos membros, outras autoridades, servidores, familiares e demais pessoas no âmbito interno e externo do MPU;

- transportar a outros órgãos materiais e processos administrativos, judiciais e extrajudiciais com a respectiva entrega e protocolização, quando assim for necessário e especificamente determinado pela autoridade competente de modo a garantir a segurança da pessoa ou do objeto transportado;

- fiscalizar a circulação de pessoas nas diversas dependências do MPU;

- zelar pela guarda dos equipamentos ou materiais utilizados em rotina e nos plantões;

- vistoriar as instalações internas e externas do MPU;

- realizar serviço de ronda no perímetro externo das unidades administrativas do MPU;

- verificar a permanência dos vigilantes nos postos de serviço, prestando o apoio necessário;

- fiscalizar a saída de materiais, equipamentos e volumes das dependências do MPU;

- executar ações de prevenção e combate a incêndio e outros sinistros;

- operar equipamentos específicos de supervisão e controle de acesso nas dependências do MPU;

- providenciar o credenciamento dos visitantes e encaminhá-los aos setores desejados;

- atender ao público interno e externo dentro de sua área de atuação;

- auxiliar no acompanhamento e na avaliação de planos, programas e projetos relativos à área de segurança;

- executar outras tarefas relacionadas à segurança orgânica e à segurança ativa.

Diante do exposto solicito bons préstimos para este pleito e renovo os votos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

Pedro Vieira da Silva Sobrinho

Coordenador Geral da AGEMPU

Quem somos

Enquetes

Você é favorável ao subsídio?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP
SAF-SUL Quadra 04, Lote 03 - Sala S.04.4
DITRAN/ASSTRA-MP- Brasília / DF
CEP: 70.050.900
Tel: (61)3224-9273 / (61)3223-6707
Webmail


Por GB Sites Brasília - Criação de sites