Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP

Delegados deliberam pautas de defesa da classe e da Polícia Federal, em Congresso

Brasília, 05 de novembro de 2021.

Na abertura do VIII Congresso Nacional dos Delegados de Polícia Federal (CNDPF), nesta quarta-feira (27), o presidente da ADPF, Edvandir Paiva, conclamou os delegados a participarem das discussões que acontecerão ao longos dos três dias de evento (27 a 29 de outubro) no Transamerica Resort, Ilha de Comandatuba, Una – Bahia. O evento também celebra os 45 anos da entidade.

“Esse congresso depende da participação de vocês e das suas ideias, daquilo que acham que é melhor para a ADPF e para a Polícia Federal. Vamos deliberar sobre o que foi implementado sobre os enunciados aprovados no Congresso de Vitória/ES, em 2014, e o que falta, para que possamos levar as propostas para o governo federal, Judiciário ou Legislativo”, disse Paiva. Antes, o delegado prestou uma emocionada homenagem, com salva de palmas, aos associados recém falecidos.

 

Delegada de Policia Federal Tania Fogaça, diretora do Depen, representou o Ministério da Justiça e Segurança Pública

Representando o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a delegada federal Tania Fogaça, diretora do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), falou da importância de se refletir sobre a história da ADPF, nestes 45 anos, não só para a categoria, como também para a Polícia Federal e para o País. “Ao longo desse período, a entidade atuou com retidão, firmeza, temperança e diligenciou em prol da classe e do interesse público”, afirmou.

O vice-presidente e, agora, presidente eleito da ADPF, Luciano Leiro, destacou o importante papel dos diretores regionais na associação. “É um trabalho de doação”, disse ele, ao mencionar a atuação de delegados em nome da entidade junto aos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Esse trabalho, muitas vezes, silencioso, se reflete na atuação que hoje nós temos da PF e da ADPF”, afirmou.

 

Delegado de Policia Federal Luciano Leiro, vice-presidente e, agora, presidente eleito da ADPF

Leiro também fez uma menção especial aos delegados aposentados que, mesmo fora da Polícia Federal, continuam ativos e participativos nas deliberações da entidade de classe. “Essas pessoas merecem toda honra que a gente possa dar, porque, além de terem atuado na PF, continuam atuando em defesa da própria Polícia Federal, mesmo fora dela, e em defesa da associação”, falou.

Para convidar os delegados a participarem das deliberações da classe nesses três dias, o diretor regional da ADPF-Bahia e coordenador geral do VIII CNDPF, delegado Rony Silva, mencionou a emissão da Carta de Salvador, em 2019, como um momento histórico da associação na defesa da Polícia Federal e do diretor-geral, à época.

 

Delegado de Policia Federal Rony Silva, diretor regional da ADPF-BA e coordenador geral do VIII CNDPF

“Essa atitude foi muito importante para a instituição. A ADPF fez o que a sociedade brasileira esperava que foi defender a Polícia Federal. E, hoje, também estamos com uma pauta de defesa da PF”, disse o delegado ao fazer o convite aos associados.

Para a superintendente regional da PF na Bahia, delegada Virgínia Palharini, a história da ADPF se confunde com a história da Polícia Federal. “Esse momento se reveste de especial alegria e importância porque unidos somos fortes e podemos vencer tudo”, afirmou ela, ao dar as boas-vindas aos delegados.

 

Delegada de Policia Federal Virgínia Palharini, superintendente regional da PF, na Bahia

Programação

A programação inclui palestras; discussões das estratégias referentes aos enunciados aprovados no Congresso de Vitoria (ES), em 2014; debates sobre a LGPD Criminal, Projeto de Lei sobre lavagem de dinheiro, novo Código de Processo Penal e Projeto de Lei sobre ações contraterroristas.

Está prevista uma apresentação do diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp), Ricardo Pena, sobre seguro de vida.

Também está confirmada uma Assembleia Geral Extraordinária no dia 29 de outubro (sexta-feira), às 10h, em primeira convocação e, às 10h15, em segunda e última convocação, para deliberar sobre proposta de alteração de dispositivos do Estatuto da ADPF. Conforme a Resolução nº 002/2021, a assembleia terá transmissão remota. Clique aqui para preencher o cadastro para habilitação, participação e voto.

E outra Assembleia Geral Extraordinária, também no dia 29 de outubro, às 10h45, em primeira convocação e, às 11h, em segunda e última convocação, para discussão das estratégias da campanha salarial e demais reivindicações trazidas pela categoria durante os debates realizados no decorrer do VIII Congresso Nacional dos Delegados de Polícia Federal (CNDPF).

 

Delegados foram recepcionados no cais do Resort pelo vice-presidente da ADPF, Luciano Leiro; evento obedece a todos os protocolos de segurança sanitária
 
LINK
ADPF – Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal
 
Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP
Tel: (61)3224-9273 / (61)3223-6707


Por GB Criação de sites profissionais