Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP

Condenados os culpados pela morte do agente Ronaldo Heeren

Brasília, 09 de agosto de 2021.

A Justiça condenou, no dia 30 de julho, os responsáveis pelo assassinato do agente federal Ronaldo Heeren e pela tentativa de homicídio do também agente Plínio Ricciardi, em fevereiro de 2020, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Desde o crime, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) cobrava a punição para os culpados.

Dejavan Esteves dos Santos, o Armeiro, foi condenado a 23 anos e 2 meses de prisão. Wenderson Eduardo Rodrigues Francisco, o Cara de Vaca, a 31 anos e três meses.

O terceiro réu, Leandro Pereira da Silva, o Léo do Rodo, foi denunciado por fraude processual e condenado a 5 anos de prisão.

No dia do crime, Heeren retornava de uma diligência em uma viatura descaracterizada da Polícia Federal, quando ele e seu colega foram abordados pelos milicianos. Os criminosos desceram do carro com as armas em punho, apontando para os policiais, e, em seguida, fizeram diversos disparos.

Heeren foi baleado na cabeça e morreu no local. Ricciardi conseguiu sair do carro e se esconder em uma casa próxima, até ser socorrido por policiais militares.

A Fenapef espera que a condenação dos culpados traga conforto aos amigos e familiares de Heeren.

https://fenapef.org.br/acusados-de-matar-policial-federal-na-favela-do-rolo-rio-de-janeiro-vao-a-juri-popular-nesta-quinta-feira-29

https://fenapef.org.br/condenados-os-culpados-pela-morte-do-agente-ronaldo-heeren

 

 

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP
Tel: (61)3224-9273 / (61)3223-6707


Por GB Criação de sites em Brasília