Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP

Reunião Agempu com Escritório Jurídico

Brasília, 04 de agosto de 2021.

No dia de hoje, 3 de agosto de 2021, reuniram-se o coordenador-geral da AGEMPU Laercio Bernardes dos Reis, os filiados Vagner Pinheiro da Silva, Manuel de Jesus Rodrigues, Airton Silva Pires com o Dr. Fabio Estillac para tratar de assuntos da categoria.

Entre os assuntos, debateu-se sobre: TAF, Polícia do MP, concurso público, remoção e cooperativa.

Destaca-se a questão da importância da constituição de uma união em prol da formalização de uma espécie de cooperativa de crédito: seria uma instituição financeira formada pela associação de pessoas para prestar serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. Os cooperados são, ao mesmo tempo, donos e usuários da cooperativa, participando de sua gestão e usufruindo de seus produtos e serviços.

Breve histórico

O que é cooperativa de crédito?

Cooperativa de crédito é uma instituição financeira formada pela associação de pessoas para prestar serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. Os cooperados são, ao mesmo tempo, donos e usuários da cooperativa, participando de sua gestão e usufruindo de seus produtos e serviços. Nas cooperativas de crédito, os associados encontram os principais serviços disponíveis nos bancos, como conta corrente, aplicações financeiras, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. Os associados têm poder igual de voto, independentemente da sua cota de participação no capital social da cooperativa. O cooperativismo não visa a lucros. Os direitos e deveres de todos são iguais. A adesão é livre e voluntária.

Por meio da cooperativa de crédito, o cidadão tem a oportunidade de obter atendimento personalizado para suas necessidades. O resultado positivo da cooperativa é conhecido como sobra e é repartido entre os cooperados em proporção com as operações que cada associado realiza com a cooperativa. Assim, os ganhos voltam para a comunidade dos cooperados.

No entanto, assim como partilha das sobras, o cooperado está sujeito a participar do rateio de eventuais perdas. Em ambos os casos, na proporção dos serviços usufruídos.

As cooperativas de crédito são autorizadas e supervisionadas pelo Banco Central, ao contrário dos outros ramos do cooperativismo, tais como transporte, educação e agropecuária.

Os filiados participantes idealizadores ficaram de realizar novas pesquisas e novas reuniões visando à formalização desse projeto para a categoria.

https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/bis/entenda-como-funciona-uma-cooperativa-de-credito,9537b693ad2e4410VgnVCM2000003c74010aRCRD

https://www.ocb.org.br/como-montar-uma-cooperativa

 

Associação Nacional dos Agentes de Segurança Institucional do MPU e CNMP
Tel: (61)3224-9273 / (61)3223-6707


Por GB Criação de sites em Brasília